Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]


A vida da Rainha Santa

Segunda-feira, 18.07.16

20160711_155915.jpg

 

Ano de 1270 – em 11 de Fevereiro, nasce em Saragoça. É filha de Pedro III de Aragão e de D. Constança de Hohenstaufen, princesa da Sicília. A infanta Isabel era famosa pela sua beleza e virtudes, era conhecida e falada nas várias cortes de reis e príncipes, e foram muitos os pretendentes à sua mão.

Ano de 1281 – em 11 de Fevereiro, casa-se por procuração, devido à instabilidade política, D. Dinis não pudera ir buscar a sua noiva a Aragão. O mesmo faz o rei em 24 de Abril do mesmo ano.

Ano de 1282 – em Maio D. Isabel inicia a sua vinda para Portugal acompanhada de numeroso séquito de clérigos, ricos cavaleiros, damas e donzelas. A comitiva seguiu para Trancoso. Aqui foram realizadas as bênçãos nupciais a 24 de Junho. As festas prolongaram-se por vários dias com justas e torneios de cavaleiros, actuação de saltimbancos e comediantes, trovadores e jograis. Terminadas as festas, o jovem casal veio para Coimbra.

Ano de 1283 – em Abril, fundou o Mosteiro de Santa Clara, junto à margem do rio Mondego.

Nos anos seguintes fez várias doações e legados em Santarém, Torres Vedras, Óbidos, Odivelas, Leiria, funda o albergue de Alenquer, presta assistência a pobres e doentes. Vende grande parte das suas jóias para, com o dinheiro daí resultante, poder comprar, no estrangeiro, cereais para abastecer os celeiros do convento, e distribuir pelas gentes esfomeadas do reino que acorriam a Coimbra, devido às grandes secas.

Intervém, como mediadora, em vários conflitos e lutas do seu marido e outros familiares de uma forma permanente.

A espiritualidade da Rainha tem fortes raízes franciscanas que encontra a sua melhor expressão na Ordem de Santa Clara, fundada nos princípios do século XIII e cujos pilares eram a paz e a caridade

Ano de 1287 – nasce a Infanta D. Constança

Ano de 1291 – nasce o Infante D. Afonso, futuro rei.

Não lhe faltaram desgostos, desavenças e até foi desterrada por determinação do marido.

Nas alegrias e tristezas encontrava sempre consolo na oração e na caridade.

Ano de 1325 – morre D. Dinis. Fica assim mais livre para socorrer os pobres e praticar a piedade. A rainha passa viver no seu paço de Santa Clara, paredes meias com o Mosteiro. Determina ser aqui enterrada, manda fazer o seu túmulo, coberto de uma estátua jacente, envergando o hábito das Clarissas e com as insígnias da romaria que fez a Santiago de Compostela, a escarcela das esmolas, o bordão e a vieira. É feito em pedra de Ançã, num único bloco, com 3 metros de comprimento, 1,35m de largura e 1,12m de altura.

Ano de 1336 – morre a 4 de Julho com 66 anos em Estremoz, depois de mais uma vez tentar a paz entre o filho D. Afonso IV e o neto Afonso XI, rei de Castela.

Regressa a Coimbra, onde chega a 11 desse mês. Nem os dias de caminho, nem o calor, nem os acidentes da viagem, durante a qual o caixão, envolto em pele de boi, sofreu naturais balanços, alteraram a compostura do seu corpo, nem a morte nele se fez sentir. E quando abriram as protecções para o colocarem no túmulo, verificaram que dele emanava um suavíssimo perfume.

Ano de 1516 – em 15 de Abril o Papa Leão X proclamou a sua beatificação, reconhecendo as suas virtudes exemplares. Inicialmente, o culto religioso da Beata D. Isabel estava circunscrito apenas às igrejas e mosteiros da diocese de Coimbra. A pedido de D. João III, todas as dioceses do reino tiveram autorização pontifícia para celebraram o culto, que festejavam assim o dia 4 de Julho com missa e ofício.

Ano de 1559 – Dona Catarina determina que a Universidade realize um préstito anual com missa e solene pregação.

Ano de 1560 – A abadessa de Santa Clara fundou a Confraria de Santa Isabel, que além da oração, comprometia-se a realizar duas procissões solenes.

Ano de 1612 – procede-se pela primeira vez à abertura do túmulo, verifica-se que o seu corpo continuava incorrupto. O Bispo- Conde de Coimbra, D. Afonso de Castelo Branco, ficou tão admirado com o corpo incorrupto de Santa Isabel, que prometeu fazer-lhe um túmulo em prata e cristal, para que a Rainha Santa “se possa ver sem ser tocada”.

Ano de 1625 – em 25 de Maio é canonizada pelo Papa Urbano VIII.

20160711_154417.jpg

Ano de 1647 – D. João IV ordena a construção de um novo mosteiro, num local mais alto, Alto de Santa Clara, uma vez que o mosteiro de Santa Clara, devido ao assoreamento do rio, estava a ficar em ruínas.

Ano de 1677 – faz-se a trasladação, com grande cerimonial, do corpo da Rainha Santa, do mosteiro velho para o novo. Assistiram a nobreza, o corpo docente da Universidade, representantes das corporações religiosas e todo o episcopado português.

A igreja é uma obra barroca, de uma só nave. Está sepultada num túmulo de prata que substituiu o de calcário, fica no altar da capela-mor, onde também sobressai a escultura da rainha, pintada, em mogno.

A urna de prata escapou às guerras napoleónicas por ter sido metida, habilmente, num esconderijo numa das paredes do próprio convento.

Ano de 1771 – D. José estatuiu que a procissão solene se realizasse entre a igreja monástica e uma das igrejas de Coimbra.

Ano de 1883 – Dificuldades económicas, tanto da confraria como da parte dos comerciantes que enfeitavam as ruas, fizeram com que a procissão e respectiva festa se realizasse apenas de dois em dois anos, como ainda hoje acontece.

Ano de 1894 – é inaugurado um novo andor de talha dourada. O anterior era muito tosco e junto da imagem da Santa Isabel ia também uma imagem de um pobre. No novo andor vai só a imagem da Rainha Santa, mas a beleza do andor fez esquecer a ausência do pobre.

Ano de 1896 – A Rainha D. Amélia oferece à Confraria da Rainha Santa uma imagem esculpida por Teixeira Lopes. A partir de agora passa esta imagem a ser transportada em todas as procissões.

Anos 30 -  O corpo, que permanecia intacto foi mandado isolar, deixando apenas à vista a mão direita. A partir daqui, apenas se remove uma cortina que deixa ver a mão, porque dizem os antigos que nunca foi exposta sequer às pessoas da família real seus descendentes mais do que a mão para ser beijada.

Ano de 1996 – A mão da Rainha Santa é mostrada, nos 300 anos da sagração da igreja da Rainha Santa.

Ano 2000 – De novo se mostra a mão porque foi ano de jubileu.

Ano de 2012 – Neste ano a mão é mostrada para celebrar os 400 anos da primeira abertura do túmulo.

2016 - Este ano é o Ano Santo da Misericórdia e comemoram-se os 500 anos da beatificação da Rainha Santa Isabel, mais uma vez, vai ser exposta a mão da Rainha Santa.

O túmulo passou a ser visitado pelos membros da família real em cada deslocação que faziam a Coimbra, para beijar a mão da rainha.

Um túmulo difícil de abrir porque sempre que alguém da família real vinha a Coimbra trazia uma das chaves, porque o túmulo tinha três chaves: uma confiada ao bispo de Coimbra, outra à abadessa e outra ao rei.

Uma mão seca pelo tempo, mas ainda com carne ligada às ossadas, que é descoberta, com autorização do bispo, apenas em ocasiões especiais.

O culto da Rainha Santa foi sempre muito querido a toda a população portuguesa e tem vindo sempre a aumentar desde que foi declarada beata e depois canonizada. São muitos milhares de devotos, nacionais e estrangeiros, muitas as congregações e as instituições que integram as procissões nas grandes festas, realizadas sempre em Julho, ­­nos anos pares.

20160711_154319.jpg

(Fontes: Programa das Festas 2016 e TSF)

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado por Filomena às 15:21

Sonho ou Realidade (2)

Quarta-feira, 06.04.16

Nem sonho nem realidade! Foi só uma mentirinha do 1.º de Abril!

Peço desculpa a quem acreditou nesta notícia que seria “quase óptima” se fosse verdade.

As árvores que se espalham por alguns passeios da vila são realmente um grande problema e há que resolvê-lo…

Espero que os poderes públicos tomem medidas para que esta situação não se agrave ainda mais…

20160330_124315.jpg

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado por Filomena às 21:03

Sonho ou realidade?

Sexta-feira, 01.04.16

Avelar é terra de polémicas. Há polémicas por causa das festas, há polémicas por causa dos jardins, há polémicas por causa do trânsito, há polémicas por causa das árvores dos passeios… estas últimas já são antigas. E porquê? A razão é simples: quando foram plantadas as árvores nos vários passeios da Freguesia, elas eram ainda muito pequenas e ocupavam pouco espaço.

20160331_111005.jpg

 

20160321_112441.jpg

 

Mas, os anos passaram, as árvores cresceram e as pequenas e finas plantas transformaram-se em grandes e frondosas árvores. Ocupam o passeio, levantam a calçada, interferem com os muros e com a passagem das pessoas… Embelezam as ruas, fazem sombra nos dias quentes e solarengos… mas são mais os inconvenientes que os benefícios (as fotografias comprovam isto mesmo).

20160313_114722.jpg

 

 

 

Então, os poderes autárquicos exerceram a sua função. Com a proposta do executivo e a aprovação da assembleia foi tomada uma decisão radical: acabar com o mal pela raiz (literalmente…): à medida que algumas árvores vão morrendo, secando ou sendo partidas não serão substituídas; algumas até já não foram podadas este ano; e as outras?! Ah! Essas vão ser arrancadas. Todas? Sim. Todas. E nada as substitui? Nada. No seu lugar vai ficar um verdadeiro passeio – limpo, liso, largo…

Será um sonho? Não. Vai ser uma realidade!

E assim irá acabar uma das mais antigas polémicas, ou talvez não…

20160321_114208.jpg

 

20160330_124315.jpg

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado por Filomena às 09:14

Isenção do Imposto Municipal de Imóveis (IMI)

Quinta-feira, 25.06.15

Os contribuintes com rendimento anual bruto até € 15 295 estão isentos do pagamento de IMI, desde que o valor total do seu património imobiliário não ultrapasse os 66 500 euros. Para este efeito, o Fisco baseia-se na declaração de rendimentos do ano anterior. A isenção só é atribuída este ano a quem obteve, em 2014, rendimentos inferiores a 15 295 euros. Na prática, só tem efeitos em 2016, ano em que os contribuintes pagam o IMI de 2015. 

A isenção passa a ser atribuída de forma automática pelo Fisco. Até 2014, os contribuintes interessados tinham de requerê-la no serviço de Finanças até ao fim de Junho. Agora, sempre que o Fisco detecta que o contribuinte reúne todos os requisitos, deixa de enviar notas de liquidação de pagamento de IMI. No entanto, se o contribuinte não tiver apresentado a declaração de IRS dentro do prazo, perde o direito a qualquer isenção, mesmo que o rendimento e o valor total do património imobiliário lhe permitam usufruir de tal benefício.

Outra novidade introduzida este ano prende-se com o facto de a isenção de IMI passar a abranger os arrumos, despensas e garagens, ainda que fisicamente separados. No entanto, o benefício só é concedido se estes espaços integrarem o mesmo edifício ou conjunto habitacional e só se forem utilizados exclusivamente pelo proprietário ou pelo seu agregado familiar como complemento da habitação.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado por Filomena às 22:19

Centro de Treinos (1)

Sábado, 04.04.15

 

Pois houve quem acreditasse e houve quem não acreditasse…

É sempre assim…

Mas a notícia “Centro de Treinos” foi uma mentira do 1.º de Abril…

O mercado de Avelar continua a realizar-se e merece a nossa visita: peixe, fruta e legumes são os melhores da Área Metropolitana de Avelar (gosto desta designação, que pertence ao eng. Eduardo Medeiros). Claro que tem menos vendedores e menos compradores…mas as feiras e mercados estão assim em todas as povoações…

Quanto ao espaço exterior está sempre à nossa espera e podemos lá correr, caminhar, andar de bicicleta e treinar os nossos amigos de quatro patas…

Para o próximo dia 1 de Abril há mais uma “mentirinha”! Estejam atentos!

20150312_115557.jpg

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado por Filomena às 17:02

Centro de Treinos

Quarta-feira, 01.04.15

20150312_115641.jpg

O encerramento do mercado de Avelar está previsto para este mês. A grande baixa de clientes leva a que o número de feirantes tenha também vindo a diminuir.  Assim será a partir do mês de Maio que encerra definitivamente este espaço de comércio tradicional.

Têm vindo a ser estudadas pelas entidades competentes várias soluções para dar utilidade às instalações e ao espaço envolvente.

Uma das soluções escolhida foi tornar toda esta área num centro de treinos para toda a população avelarense, envolvendo também as instituições da vila.

Como sabem a zona exterior está dividida por pilaretes e por barreiras de cimento que tinham como função condicionar a entrada de estranhos. Estas barreiras e estes pilaretes irão ser usados para treino de atletas como corrida com obstáculos, orientação, saltos, parkour…

E também treino de cães: corrida em ziguezague pelos pilaretes e saltos de barreiras.

20150312_115557.jpg

 

 

Image1.jpg

 

Será também no exterior que irão ser colocados os aparelhos de exercícios físicos que se encontram no jardim da Fundação, uma vez que no local onde estão (muito elevado em relação à estrada) não são utilizados devido ao facto de os utilizadores (pessoas já de uma idade avançada) se sentirem incomodados com vertigens ao fazerem exercícios. Este facto é reforçado quando há atletas no campo de jogos a correr de um lado para o outro…

20150317_123031.jpg

 

As instalações cobertas serão de grande utilidade à Sociedade Filarmónica. O rés-do-chão tipo cave, (onde ficava a secção do peixe) por ter duas paredes cobertas de terra, tem óptimas condições acústicas. Assim será o espaço ideal para a prática de ensaios dos músicos… não havendo necessidade de grandes alterações.

A parte de cima do mercado coberto vai ser destinada a feiras de artesanato e venda de produtos da terra, a realizar mensalmente. Neste último caso, será uma mais-valia para todos aqueles que fazem agricultura para consumo próprio e não têm como escoar o excesso da produção. Quanto ao artesanato, há cada vez mais artesãos e será aqui que vão também encontrar um espaço para exposição e venda dos seus produtos.

Ora, esta será uma óptima solução para este espaço que vai ficar desactivado como mercado e a partir do próximo mês vai então ter nova vida ao serviço da populção.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado por Filomena às 09:55

Festa de Nossa Senhora da Guia, 2014

Terça-feira, 12.08.14
 

A Festa de Nossa Senhora da Guia, 2014, está a chegar! Já falta menos de um mês...

O programa promete uma boa festa...

Venha divertir-se e passar bons momentos na nossa Vila!

 

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado por Filomena às 23:11

Tílias

Quarta-feira, 11.06.14

                                            As tílias da minha rua estão floridas e bem cheirosas!

 

 

 

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado por Filomena às 22:06

Centro de Saúde de Avelar às moscas...(2)

Quinta-feira, 03.04.14

O post anterior foi uma brincadeira! Claro que era uma mentirinha do 1.º de Abril!...

 

Houve quem acreditasse - os mais distraídos!

 

Se acreditou só tenho que pedir desculpa... mas gosto muito de pregar estas partidas... e assim se vai mantendo a tradição...

 

Já agora, e isto é verdade...O Centro de Saúde de Avelar está de boa saúde e recomenda-se...Tem diariamente um médico de serviço, assim como os outros serviços de enfermagem e administrativos estão a funcionar normalmente...

 

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado por Filomena às 11:42

Centro de Saúde de Avelar às moscas...

Terça-feira, 01.04.14

Centro de Saúde de Avelar às moscas

 

 

 

 

O Centro de Saúde de Avelar tem registado um número muito reduzido de utentes.

 

A subida do valor a pagar pelas taxas moderadoras e a falta de médicos (reformaram-se recentemente duas médicas residentes) são as causas principais para esta situação.

 

A direcção do Agrupamento de Saúde do Pinhal Interior Norte a que pertence este e os outros centros de saúde do concelho até já tomou a decisão de fechar definitivamente este Centro de saúde a partir do próximo mês de Junho.

 

Isto vai até ao encontro da necessidade de mais médicos no concelho como reconhecia o senhor Presidente da Câmara de Ansião em entrevista ao Jornal Horizonte  do dia 1 de Março, a propósito do início das obras do Centro de Saúde de Santiago da Guarda: “Temos falta de médicos não só em Santiago da Guarda, como noutras freguesias. Mas isso é um problema da região, não só do nosso concelho”

Segundo este autarca esta situação está já sinalizada pela ARSC que tem vindo a fazer reformas e reorganizações nos Centros de Saúde e se irá assistir à “rotatividade de alguns médicos para preencherem os seus ficheiros e chegarem ao maior número de pessoas”

 

Tentámos falar com os autarcas responsáveis pelas autarquias (freguesia e município) mas estavam ocupados em afazeres diversos e não nos puderam dar mais informações sobre este assunto.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado por Filomena às 10:47








comentários recentes

  • Jaime Trancoso vieira

    Olá boa noite, tenho acompanhado o blog e os comen...

  • Jaime Trancoso vieira

    Olá boa noite, tenho acompanhado o blog e os comen...

  • Batotinha

    Olá. Andava à procura de informação e sementes des...

  • MARCOS AVELAR

    Cara Dª Filomena,Sou brasileiro,descendo de portug...

  • Carlos Freitas

    Saudades.Grande treinadorPassei momentos muito fel...

  • Filomena

    Olá, Mena!Se quiser colher as sementes da árvore d...

  • mena

    Ola Filomena sosia de nome" ando aprocura da arvor...

  • J. Sobota

    Boa tarde e obrigado!

  • Filomena

    Boa tarde!Tojeira é um dos lugares da freguesia de...

  • J. Sobota

    Exma Sra. Filomena,Faço este primeiro contato em b...




subscrever feeds