Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]



Estórias (ou)vidas

Terça-feira, 12.11.13

Estórias (ou)vidas

 

Ao visitar o navio bacalhoeiro Santa Maria Madalena, ancorado no porto da Figueira da Foz, não pude deixar de pedir algumas informações sobre o navio a um elemento da tripulação que, acabei por saber, era o imediato do comandante, e que andava por ali.

 

A nós chegou-se um casal, talvez já na casa dos sessenta, e que entraram também na conversa. Moravam na cidade e ele tinha sido maquinista de um bacalhoeiro durante sete anos. E as estórias começaram a aparecer…

 

A primeira filha deles tinha um mês quando partiu em viagem… quando regressou já a menina tinha sete meses.

 

As viagens no navio duravam seis longos meses no mar.

 

Os pescadores iam nos doris (barcos pequenos destinados à pesca do bacalhau)  e  estendiam e  recolhiam as linhas cheias de anzóis e bacalhaus: um dori um homem… e descarregavam o pescado para o navio, escalavam os peixes e salgavam-nos. Faziam todo o trabalho…

 

Muitas vezes, no meio do denso nevoeiro, perdiam o contacto com o navio… e só com o auxílio de um búzio conseguiam ser ouvidos pelos colegas…

 

O comandante não saía para o mar…mas passava todo o tempo no convés agarrado ao leme, com botas altas e capote de borracha…

 

E a mulher em casa, sempre ansiosa por notícias, que vinham com o carteiro, em cartas que o seu homem lá escrevera e de um qualquer porto tinha enviado. Demoravam dois e três meses a chegar. Vinham com o envelope já com os cantos desfeitos de tanto caminho e tantas folhas dentro…

 

E a comida… por vezes faltava. Até um dia estavam já o cozinheiro  para fazer um estufado de canídeo…mas chegaram a bom porto e lá se salvou o cãozito…

 

Estórias ou vidas…

 

Para saber mais ir até aqui: http://www.slideshare.net/aipaf/a-heroica-pesca-do-bacalhau-22070114

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado por Filomena às 15:59


1 comentário

De MARCOS AVELAR a 03.08.2015 às 21:29

Cara Dª Filomena,
Sou brasileiro,descendo de portugueses e meu nome é Marcos Avelar.Não conheço Portugal e fiquei curioso à respeito de Avelar.Sei que aqui no Brasil,no Estado do Rio de Janeiro,existe uma cidade também chamada AVELAR que,segundo consta,recebeu este nome em homenagem a meu avô.
Gostaria de saber,se possível for,mais sobre o lugar e suas pessoas.
Agradeço antecipadamente sua atenção,
Marcos

Comentar post








comentários recentes

  • Anónimo

    Olá Esmeralda.Tenho interesse na arvore, e nos seu...

  • Sílvio Barros

    Gostaria de saber se já alguém consegue arranjar-m...

  • Esmeralda

    Olá! Sou produtora dessa arvore e têm razão, o nee...

  • Jaime Trancoso vieira

    Olá boa noite, tenho acompanhado o blog e os comen...

  • Jaime Trancoso vieira

    Olá boa noite, tenho acompanhado o blog e os comen...

  • Batotinha

    Olá. Andava à procura de informação e sementes des...

  • MARCOS AVELAR

    Cara Dª Filomena,Sou brasileiro,descendo de portug...

  • Carlos Freitas

    Saudades.Grande treinadorPassei momentos muito fel...

  • Filomena

    Olá, Mena!Se quiser colher as sementes da árvore d...

  • mena

    Ola Filomena sosia de nome" ando aprocura da arvor...