Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]



Educação Ambiental IV

Sábado, 09.02.08
Educação Ambiental, pelo Dr. Jorge Paiva
... «Seguidamente, chama-se-lhes a atenção para o nosso corpo que tem vários “motores”. Todas as crianças sabem que o coração é um “motor que está sempre a “bater” (trabalhar) e que não pode parar. Quando pára, morre-se. Se o coração é um motor, tem de haver um combustível para que este motor trabalhe. É só perguntar-lhes qual o combustível que temos que meter no “depósito” do nosso corpo (estômago), que eles, quase sem excepção, respondem que é a comida. Depois é só mostrar-lhes que a comida não é de plástico nem são pedras, mas sim produtos vegetais e animais. Essa comida que ingerimos é transformada no nosso organismo em energia (calor) que vai fazer com que os diversos motores do nosso corpo, entre os quais o coração e os pulmões trabalhem e nos mantenham vivos. Quando corremos, acontece-nos o mesmo que aos automóveis, consumimos mais combustível (emagrecemos). Os corredores e os jogadores desportivos precisam, pois, de comer mais do que as outras pessoas, porque despendem mais energia. Para corrermos precisamos de mais energia e, assim, produzimos mais calor. Por isso, arrefecemos o nosso corpo com o suor. Assim, transpiramos mais quando corremos do que quando andamos normalmente ou estamos parados. A transpiração (maioritariamente água) faz o papel da água do radiador do veículo automóvel.»...

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado por Filomena às 15:40