Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]


Invasão socialista em Ansião

Domingo, 31.05.09

(A notícia que faltava!...)

 
Altas individualidades do Governo apadrinharam a condecoração de José Miguel Medeiros, agraciado com a medalha de ouro do município, e nem o ministro Rui Pereira faltou à festa.
O Dia do Município de Ansião foi ontem assinalado com inúmeras iniciativas que se realizaram um pouco por todo o concelho, desde piqueniques e convívios ao ar livre.
Um dos pontos altos do evento decorreu no salão nobre com a realização da sessão solene marcada pela atribuição de medalhas de Honra grau ouro a quatro ilustres ansianenses.
Saúl Silva conceituado maestro que se destacou como solista da orquestra do Porto da Radiodifusão Portuguesa- o único dos homenageados que não pôde estar presente.
Maria Luísa Ferreira, presidente da assembleia municipal de Ansião há 20 anos e deputada entre 1987 e 1999 foi uma autêntica relações públicas da região e do concelho enquanto esteve na capital referiu o presidente da câmara Fernando Marques.
Outro dos homenageados, que acabou por ser o centro das atenções, não só pelo seu discurso que emocionou parte dos presentes no salão nobre, mas até pelas individualidades que fizeram questão de acompanhar a cerimónia. Dirigentes desportivos de topo, directores de responsabilidade nacional e regional, de áreas como a Protecção Civil, segurança Social, Educação e muitas outras, para além da presença do ministro da Administração Interna, Rui Pereira, que surpreendeu tudo e todos ao fazer questão de estar presente.
Contagiado pela emoção, o ministro confessou que se “sentia um verdadeiro ansianense”.
No último Dia do Município com Fernando Marques na presidência da autarquia, motivo que poderia trazer algum simbolismo emotivo à cerimónia, as atenções acabaram por recair no secretário de Estado, José Miguel Medeiros, não só pelos amigos que trouxe mas também pelo discurso intimista e emotivo proferido.
Neste feriado municipal, a autarquia atribuiu cerca de 106 mil euros de subsídios a 30 colectividades que assinaram um protocolo de delegação de competências que contemplou as oito juntas de freguesia. Fernando Marques considera as associações e as juntas de freguesia, parceiros importantes no desenvolvimento do concelho por isso há que ter as contas em dia e cumprir com as promessas, sustentou. (Notícia da Rádio Cardal)

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado por Filomena às 22:20